Notícias

  • 09jan
    A importância da alimentação saudável para a Cirurgia Plástica
    Dr. Daniel Bacco Vilela

    Muitos pacientes me procuram no consultório com as mais variadas queixas e desejam cirurgia plástica para solucionar seus problemas.

    Algumas vezes, esses pacientes se encontram com o peso acima do esperado, enquadrando-se nos diagnósticos de sobrepeso ou graus variados de obesidade.

    O que devo salientar é que a obesidade é uma doença, assim como a hipertensão arterial e o diabetes. É uma doença silenciosa, que pode trazer graves problemas de saúde a médio e longo prazo se não tratada.


      No que diz respeito à cirurgia plástica, há três pontos importantes a serem ressaltados sobre a importância do peso ideal:
    • 1A obesidade ou o sobrepeso atuam como fatores de risco de complicações em qualquer procedimento cirúrgico. São comemorativos que podem elevar o risco cardiovascular, dificultam a anestesia e podem trazer complicações de cicatrização, uma vez que a gordura em excesso exerce tensão adicional sobre a pele e os tecidos.
    • 2

      Para um bom resultado estético e para não haver tensão nas linhas de sutura, o ideal é que haja sobra de pele suficiente na realização de procedimentos que envolvam a retirada de pele, como a plástica do abdome. Além disso, quando uma paciente que está acima do peso é submetida a uma cirurgia, há perda dos resultados estéticos quando ela altera o peso após o procedimento. Como exemplo, pode-se citar a cirurgia para levantamento das mamas (mastopexia).

      Se após a cirurgia houver perda ponderal, o volume mamário diminuirá também (já que parte da mama é composta de gordura), e resultará em recidiva da queda da mama (ptose mamária). Como outro exemplo, há de se ter em mente que, após uma cirurgia plástica nas mamas ou abdome, se há ganho de peso, pode haver alargamento das cicatrizes e formação de estrias na pele.
    • 3Um conceito equivocado que alguns pacientes possuem muitas vezes é de que a lipoaspiração estaria indicada para a perda de peso. Isso não é verdade. Há limites de quantidade a ser lipoaspirada a fim de garantir a segurança, uma vez que há perda sanguínea e espoliação durante a cirurgia. Logo, a lipoaspiração é a cirurgia para melhorar o contorno corporal e está indicada para tratamento de gordura localizada, e não para emagrecimento. Portanto, é importante que o paciente esteja dentro ou próximo de seu peso ideal antes de se submeter a esse procedimento.

    É sabido que para manter o peso dentro dos limites da normalidade é imprescindível o balanço entre ganhos e perdas de calorias. Portanto, uma alimentação saudável e balanceada, sustentada por uma transformação efetiva de hábitos alimentares, e associada à prática regular de atividades físicas, é fundamental para garantir bons resultados e para minimizar os riscos e complicações de uma Cirurgia Plástica.